Trichet defende governança mais forte na zona do euro*

.

Presidente do Banco Central Europeu destacou nesta segunda-feira a necessidade de apertar o monitoramento das economias na região

 

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, destacou nesta segunda-feira a necessidade de apertar o monitoramento das economias na zona do euro, especialmente a questão de supervisão dos orçamentos nacionais, e a aplicação urgente das últimas medidas de resgate para a Grécia.

Em conferência organizada pelo Instituto Montaigne, em Paris, Trichet ressaltou ser preciso a rápida implementação das medidas acordadas entre os integrantes da zona do euro no encontro de 21 de julho para ajudar os países da região com problemas de dívida e uma governança econômica mais forte na área da moeda comum.

O Wall Street Journal (WSJ) recordou que os países da zona do euro estão tentando acordar as regras de supervisão fiscal e econômica mais estritas dentro do bloco, mas a aprovação da proposta está parada em razão de desentendimentos entre o Parlamento e os Estados-membros representados no Conselho Europeu.

Vale notar que, na sexta-feira passada, uma missão formada por integrantes do Fundo Monetário Internacional (FMI), do Banco Central Europeu (BCE) e da União Europeia (UE) encurtou sua estada na Grécia. O grupo deve voltar ao país ainda em setembro para continuar avaliando o programa econômico grego e liberar nova parcela de recursos de socorro financeiro.

*Ig

.