Mais de 100 mil pessoas são afetadas nas Filipinas pelo tufão Nesat*

.

As Filipinas ordenaram nesta segunda-feira a retirada de mais de 100 mil pessoas ante a chegada iminente do tufão Nesat, prevista para a manhã de terça-feira, com ventos superiores a 150 km por hora e chuvas torrenciais que podem causar alagamentos e deslizamentos.

Cinco pescadores desapareceram na segunda-feira à noite no leste do país após entrarem no mar, apesar das péssimas condições meteorológicas, afirmou o diretor da defesa civil, Benito Ramos.

Nesat atingirá provavelmente de leste a oeste a principal ilha das Filipinas, Luzón, onde vivem cerca de 48 milhões de pessoas, ou seja, quase a metade da população do país.

Cerca de vinte tufões atingem as Filipinas todos os anos, mas o Nesat possui um diâmetro duas vezes superior aos que o precederam em 2011, explicou Benito Ramos.

O tufão ganhava intensidade no mar das Filipinas, com ventos de mais de 120 km por hora e fortes chuvas, segundo o Instituto de Meteorologia filipino.

“Se continuar aumentando em potência, pode se transformar em furacão de categoria 4”, advertiu Ramos.

*Jornal do Brasil

.