Aquecimento do planeta provocará climas mais extremos, diz ONU

.

DURBAN (Reuters) – O mundo está ficando mais quente, e 2011 é um dos anos com mais calor já registrado, num fenômeno que deve agravar inundações, secas e outros padrões climáticos radicais em todo o planeta, segundo um relatório divulgado nesta terça-feira pela ONU.

A Organização Meteorológica Mundial (OMM, um órgão da ONU) disse que os 13 anos com maior temperatura global foram todos registrados desde 1997, e que isso contribuiu com a maior intensidade das secas e chuvas.

Os dois maiores emissores globais de gases do efeito estufa, China e Estados Unidos, não parecem dispostos a prometerem cortes sem que o outro faça o mesmo. Japão, Canadá e Rússia, que também são atores importantes nesse processo, tampouco parecem dispostos a renovar compromissos que expiram no ano que vem, ao passo que a União Europeia propõe que o novo tratado fique para 2015.

.